[BLOGOTOMIA] Entrevista com Uri do Yume no Hana


Olá, gente!

Estou aqui com mais um post Blogotômico para vocês, onde resolvemos brincar de De Frente com Gabi e entrevistamos umas as outras! As perguntas não são padrão, ou seja, as entrevistas são completamente diferentes. Quis fugir dos clichês como “qual é o seu anime favorito?”, mas não sei se consegui.

Fui sorteada para entrevistar a Uri do blog Yume no Hana e, caso não a conheçam, espero que a entrevista seja interessante o suficiente para convencê-los a entrar no mundinho dela, haha. Vamos lá.

A Uri tem 16 anos e é uma aspirante a poeta, colecionadora de mangás e livros, além de jogadora de The Legend of Zelda. Ela ama tudo que é fofo (dá para notar pelo blog lindíssimo que ela mantém) e é a caçulinha do Blogotomia. ♥

S: Tem algo que você deseja fazer com/através do seu blog, mas ainda não conseguiu? O que seria e o que impede?
A: Não sei se há algo que eu queira fazer de tão grande através dele, até porque eu o uso como algo mais pessoal na maioria das vezes. Não cheguei a planejar algo assim, mas gostaria de torná-lo um lugar para as pessoas esquecerem seus problemas naquele momento, se divertirem com as postagens e tudo mais.

S: Já pensou em abandonar o blog? Se sim, por que e o que a fez não abandonar?
A: Sim, muitas vezes fiquei com aquele pensamento de que ninguém tá nem aí para o blog e tudo mais. Várias vezes deixei de postar por preguiça, bloqueio criativo e falta de tempo, mas sempre que me acontece alguma coisa que me deixa muito feliz ou triste, acabo escrevendo sobre e voltando para o blog.

S: Pretende ser fulltime blogger? Por que?
A: Não. Uso o blog como se fosse um diário na maioria das vezes e quero que continue assim. Talvez eu mude essa ideia um dia, mas há uma chance mínima de isso acontecer. É um espaço pessoal e não quero ter que postar por “obrigação”, porém acho legal quem é fulltime blogger... Mas, como eu falei, não tenho muito interesse e também acho que não daria muito certo comigo.

S: Qual assunto ainda não abordou no blog, mas pretende?
A: Gostaria de abordar alguns assuntos mais sérios, como preconceitos, sentimentos e assuntos pessoais aos quais a maioria das pessoas tem certo receio de falar. Também quero começar a postar sobre os doces que faço, compartilhando as receitas e, quem sabe, gravar o modo de fazer.

S: Pretende morar em algum outro país? Se sim, qual seria este país e qual o principal motivo de querer tal coisa?
A: Há um tempo, eu responderia “SIM” sem pensar, mas como meu trabalho na escola é sobre esse tema, percebi que talvez eu não me acostumasse muito com a tradição dos países que gostaria de ir, mas pretendo visitar e passar quem sabe um tempinho lá, como no Japão, na Coreia e na Alemanha.

S: Quais argumentos usaria para tentar introduzir alguém aos animes e qual o primeiro anime que a faria assistir?
A: “Não julgue antes de experimentar”. A maioria dos meus amigos/conhecidos nunca assistiu animes e vem com aquela frase clichê de que “anime é coisa de criança”. Dependendo da pessoa e dos gostos dela, eu recomendaria algum anime (baseada nisso), mas acho que os que todos devem ver são Lovely Complex, Digimon e as animações do Makoto Shinkai! :D

S: Conte-nos seus guilty pleasures no mundo dos animes e mangás.
A: Vou começar confessando que nem sabia o que era “guilty pleasures”, hahaha. Mas ok. Há um anime que é muito sem noção e até um pouco “bizarro”: Nazo no Kanojo X. Nunca o entendi ao certo, pois começa e termina sem um tema sendo abordado e também é um romance um tanto quanto estranho, mas alguma coisa nele me fez adorá-lo e até hoje não sei (o que é).

S: Que tema você gostaria que fosse mais ou melhor abordado em mangás/animes?
A: Essa pergunta é um pouco difícil, pois faz muito tempo que não vejo (quase um ano), então não lembro muito bem o que me deixava meio insatisfeita em certos temas, porém sempre achei que abordavam temas relacionados a preconceitos escolares de um modo muito fantasioso e inacreditável. Claro que não são todos, vi mais em mangás. Também queria alguns animes yaoi mais sérios. Humor é sempre bom, mas né...? Eu queria shoujos com uma dinâmica mais diferente também e não o clichê que todos andam tendo...  Essa pergunta vou ficar devendo uma resposta melhor, porque assisti mais shoujos e pouco de outros gêneros nos últimos meses em que vi. :< 

S: Você ouve outras músicas asiáticas além das que cantam aberturas e encerramentos? Quais grupos/bandas?
A: De música japonesa, a maioria que ouço são as que usam nas aberturas e encerramentos, mas gosto bastante de Kpop. Os grupos que mais ouço são BTS, GOT7, EXO, Jang Geun Suk, Team H, BREAKERZ, B.A.P, entre outros. 

S: Deixe uma mensagem convidando todos a lerem seu blog
A: Hi, guys! Que tal passarem lá no Yume no Hana para uma xicará de café? Ok, café não, até porque não gosto, mas que tal um chá? Ou um chocolate quente? Com direito a biscoitos! Lá, posto resenhas sobre animes, filmes japoneses e coreanos, mangás e qualquer outra leitura que eu acho que devo compartilhar. Também uso o blog como um diário e ensino a fazer alguns doces, como uma panqueca de ursinho para acompanhar com o chocolate quente! ^.^


A Uri  é uma fofa, não é? Ou talvez eu apenas tenha aquele espírito de tia que acha todo mundo fofo, afinal sou quase oito anos mais velha que ela (R.I.P ✝)... Sei lá. ENFIM. Agradeço a Uri por responder minhas perguntas da melhor forma possível e espero que todos tenham gostado de conhecer um pouco mais dela também. Aqui vai o MV de I Need U, da boyband BTS, mencionada pela blogueira durante a entrevista:



A blogueira que me entrevistou foi a Jéssica do Uma Geek Descolada. Caso queiram ler, basta clicar no link abaixo, não esquecendo de conferir as demais entrevistas:


Até o próximo post!
 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos